quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O Naufrágio do Beny

Em junho de 1968 o navio cargueiro Beny pertencente a uma empresa de navegação paulista, partiu do Maranhão com destino a Salvador transportando um carregamento de sal. Quando navegava nas proximidades de Fortaleza o cargueiro teve problemas em suas máquinas e lançou âncora ao largo do Porto do Mucuripe.

Meses depois o cargueiro de médio porte foi ancorado dentro da enseada onde continuou a espera de reparos, até se cogitou o seu reboque até Salvador e posteriormente para estaleiros no Rio de Janeiro. No entanto nada se fez e no dia 18 de janeiro de 1969 o cargueiro começou a adernar à bombordo. Sua tripulação tentou remover a carga em uma ultima tentativa de salvar o Beny, mas na manhã do dia seguinte ele estava completamente adernado.

A carcaça de ferro do Beny atrapalhou as atividades no Porto. As autoridades estudaram a possível remoção dos destroços, algo que custaria NCr$ 500.000 (Novos Cruzados?) uma fortuna na época e, como podemos observar, não foi viabilizada.

Da Praia do Meireles é possível observar, tanto na maré baixa, como na maré cheia, os restos do Beny que se tornou uma grande morada de peixes e morérias, estas ultimas muito temidas pelos pescadores. Seu casco que está coberto por “cracas” extremamente amoladas e ainda encontra-se adernado e partido próximo à proa. Parte do maquinário é visível sob a água, assim como o leme. Na proa cabeços de amarração ainda estão em suas posições.

Pegar uma boa visibilidade para mergulhar lá é muito dificil, pois está dentro da Enseada do Mucuripe e muito próximo a praia, cerca de 500 metros. Em várias investidas que fiz ao naufrágio em apenas uma consegui não mais que 1,5m de visibilidade.

Não confundir o Beny com o Amazonas, um outro navio cargueiro afundado na entrada da Enseada do Mucuripe cujos restos também podem ser avistados da praia. Para diferenciar: o Beny está próximo a praia e o Amazonas está mais longe.

Uma outra maneira de visitar esses naufrágios é através do Passeio de Trimarã ao Mara Hope que é um outro naufrágio ocorrido em....!!


Fontes:

  • Correio do Ceará
  • Tribuna do Ceará
  • Gazeta de Notícias
Fotos:
  • Geraldo Oliveira (foto de época)
  • Marcus Davis (fotos sub e atuais)

2 comentários:

  1. Mas o Mara Hope nunca naufragou. Ele aportou por conta se não me engano de problemas com a empresa proprietaria e o navio ficou fundeado até que foi comprado pela industria naval do ceará (inace) e foi desmontado. Cogitou-se leva-lo para Alang na india até que a INACE absorveu o navio.

    ResponderExcluir
  2. Acho que voce está enganado, amigo. O navio se soltou das amarras e derivou cerca de duas milhas até encalhar no Recife Grande, em frente a INACE que posteriormente inciou a operação de desmonte que agora a natureza se encarrega de terminar!
    Abs

    ResponderExcluir